quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Fazendo etiquetas para personalizar produtos artesanais

Pois é ....Estou atrasada com esse post ,mas finalmente consegui me libertar do mal estar  que eu estava tendo e sentei hoje com vontade de tirar essa matéria da minha caixola.
Então...Desde que comecei a costurar achava lindo as etiquetas em tecido que iam costuradas em muitas peças de artesãs e em minhas andanças de internet descobri que havia um modo artesanal para confeccioná-las enquanto não tivesse $$ pra comprar as de gráficas.
É relativamente simples e nada complicado.
Gasta-se pouco também,em vista dos preços praticados pelas empresas que confeccionam etiquetas atualmente.
Vamos lá aos materiais:

* O seu logo.
Se você não tiver, e estiver meio dura(o) para comprar um de um designer agora,pode tentar começar escrevendo apenas o nome,numa fonte bem bacana.Ou criar o seu com Photoshop ou outro programa de edição,
Onde vc pode encontrar diversas fontes lindas? 

Aqui: 1001 fonts



* Folha de papel transfer para tecidos claros.Os mais fáceis de achar são da marca Bright e Pimaco.
Em bazares,cheguei a ver a R$5,90 a folha.O da Pimaco vem com 5 folhas no tamanho carta,e paguei R$18,90 no Armarinhos Fernando da 25 de março( o maior,que faz  esquina com a  Comendador.Afonso Kherlakian-rua da Galeria Pagé) e o da Bright,o pacote com 10 folhas está R$26,90 na Kalunga ( site e lojas)


                           

                                                   
                       



*Um ferro de passar que esquente muuuuuuuuuito bem.
Eu acabei de comprar um recentemente,que esquenta tão bem,mas tão bem que quase queimei  umas etiquetas testando ele.
O meu é esse aqui ó:

                                                 

*Impressora jato de tinta (Não pode ser a laser,tem transfer específico pra esse tipo de impressora,nesse não funciona)
A minha é uma HP 1315(velhaca,mas me quebra altos galhos),mas qualquer uma que seja JATO DE TINTA serve.Imprimi o meu primeiro teste na "falecida" Epson  TX123 da minha cunhada.




* fita de cetim face simples (um lado brilhante,outro opaco)ou viés de algodão em tom CLARO.(branco ou tons pastéis,tipo cor bebê)



* Tesoura ( uma que corte bem tecidos)
Prontinho...

Aí começa a preparação da folha. De posse do nome eu da logo vc define qual o tipo de etiqueta que quer usar:
 * Etiqueta Bandeirinha Horizontal –  Tem 7,0 cm de comprimento por 1,5 cm de altura.Os desenhos são colocados no centro, de forma que, no momento da dobra, a marca fique para frente e os dados para trás.
Etiqueta Bandeirinha Vertical – É um quadrado de 3,5×3,5cm. As informações são colocadas no centro.
Etiqueta de aplicação direta na peça – Esta é um retângulo de 5,0×1,6cm. As informações são centralizadas,e é costurada direto na peça, em ponto reto, nas 4 extremidades da etiqueta.
Eu utilizei a Bandeirinha Horizontal e organizei uma imagem pra depois copiar e colar preenchendo a folha  no word pra imprimir.

Feito isso,fui nas configurações do word e "espelhei" a impressão( que também pode fazer direto na impressora,se tiver a opção) e configurei o tamanho da página( lembrando que o da Pimaco é tamanho CARTA e o da BRIGHT é A4)
Em algumas impressoras,como a minha se coloca a parte que será impressa voltada para baixo.
Para quem não sabe,o verso do papel transfer é quadriculado dessa forma:



Colocado pra imprimir a sua imagem ou escrita tem que sair ao contrário,assim:



Não usei a folha inteira dessa vez para fazer as etiquetas por que imprimi umas imagens pra transferir pras camisetas sem estampas das minhas filhas( matéria pra outro post,ok?)

Aí começa a tarefa de fazer as etiquetas....
Eu costumo cortar em tiras pra ficar mais fácil de transferir pra fita de cetim,uma vez que  eu não a deixo pré cortada , ligo o ferro na função seca e na temperatura algodão ou linho,colocando-o sobre a tira de papel por aproximadamente 30 segundos.(pode variar de ferro pra ferro) ou até que se perceba que a imagem passou para o tecido.( a fita fica com a região do desenho levemente endurecida-mas desse jeito eu queimei o dedo váááárias vezes....kkkk)



Espero a fita esfriar e depois retiro o que sobrou do papel transfer ,que já decalcou a imagem sobre o tecido.
Aí a etiqueta fica prontinha assim:

Aí é só cortar e usar?
Se for feita no viés sim.
Já a de cetim eu achei melhor dar uma queimadinha nas laterais onde cortei pra não ter o risco do cetim desfiar.
Viu  que não é nenhum bicho de 7 cabeças?
Se você achar as minhas explicações muito confusas,há outras blogueiras que explicam como fizeram suas etiquetas em tecido nesses endereços:

http://www.ganhemaiscirculo.com.br/como-fazer-etiquetas-artesanais-em-casa/



http://artedanaty.blogspot.com.br/2012/05/ola-pessoas-d-hoje-vim-postar-uma.html


 Ou o vídeo.(passando o link,pois a autora desativou a incorporação):
                                                  http://youtu.be/Ghxjq9xH5Ho

Espero que tenham gostado,que consigam fazer não só etiquetas e sim soltar a imaginação com o conhecimento desse tutorial.

6 comentários:

  1. Explicou muito bem. Obrigada por compartilhar. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a explicação! Gostaria se saber se a qualidade do papel das duas marcas são iguais...obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliana C M :Dos que eu usei até agora a qualidade é igual...( Usei Bright,Pimaco e um de uma marca chamada USA)
      Difere apenas no tamanho ( existe A4 e tamanho carta)e na tinta que estiver usando na sua impressora.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Arrasou, pois eu não estava conseguindo identificar qual devo comprar, obrigada.

    ResponderExcluir